70 anos da TV brasileira: uma história de inovação, conquistas e confiança do público

Em 18 de setembro de 1950, a TV Tupi nascia no Brasil. Fundada pelo jornalista e empresário Assis Chateaubriand, a emissora fez sua primeira transmissão no Alto do Sumaré, em São Paulo. Passaram-se 70 anos desde lá. São 70 anos em que a televisão leva às casas brasileiras informação, entretenimento e cultura.

O Brasil foi o primeiro país da América Latina e o sexto no mundo a ter uma emissora da TV. Ao longo dos anos, o meio de comunicação foi ganhando cada vez mais popularidade e hoje é o mais consumido pela população. Uma pesquisa do Mídia Dados de 2018 apontou que a penetração da TV aberta no país é de 85%.

É pela televisão que grande parte do público se emociona com jogos de futebol. É a tv que traz para a sala dos brasileiros as telenovelas produzidas em nosso solo e reconhecidas mundialmente. E, claro, é pelos telejornais que muitos se informam todos os dias. Em março, um levantamento do Datafolha mostrou que 61% das pessoas confiavam nas informações sobre a pandemia da Covid-19 veiculada por emissoras de TV, a maior porcentagem de todos os meios de comunicação.

A televisão brasileira passou por muitas modificações desde 1950. Muitas emissoras nasceram e fecharam. As inovações tecnológicas são incontáveis — da primeira transmissão a cores aos sinais digitais, das antigas TVs de tubo à possibilidade de ter a programação na palma da nossa mão em smartphones. Com a TV, os brasileiros puderam ver com seus próprios olhos imagens de momentos históricos pelo mundo.

E ainda veremos muito mais nos próximos 70 anos, pois os profissionais de televisão continuarão trabalhando para que os brasileiros possam ver o mundo das salas das suas casas. 

Guliver Leão

Presidente da Fenaert - Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão

PANORAMA: PREVISÃO DE PREÇO DO 4G PODERÁ INFLUENCIAR O RÁDIO

Um dos grandes prós do rádio atual transmitido em FM e AM é a facilidade de acesso ao conteúdo sonoro irradiado pelas estações, além do custo zero para o ouvinte. Existe uma expectativa de que o rádio possa migrar aos poucos para a internet através da popularização da chamada “internet móvel”, conexão feita através do sinal de redes de celular. A tecnologia 4G (ainda discutida no país) seria uma das soluções para agilizar essa possível migração, porém as primeiras notícias sobre a implantação desse sistema podem indicar a manutenção no formato tradicional de transmissão utilizado pelo rádio, mantendo a internet como um complemento de suas operações.

Smart TVs 2.0: a (rápida) evolução das TVs inteligentes

Fabricantes apresentam modelos com comando de voz e armazenamento na nuvem.

Reprodução
Stephanie Kohn


No ano passado as Smart TVs chegaram com tudo no mercado. Na Consumer Eletronics Show (CES) de 2011 foram apresentadas dezenas de modelos das mais diversas fabricantes. As televisões conectadas à internet e cheias de aplicativos chamaram a atenção dos consumidores por ser uma mistura de tudo: computador, smartphone e TV.

TV PAGA vs. TV ABERTA Quem (de fato) ganha com a Lei 12.485?

Por Venício A. de Lima em 18/10/2011 na edição nº 664
Reproduzido da Agência Carta Maior, 14/10/2011; intertítulos do OI

“Mudanças na regulação das comunicações são necessárias, mas precisam ser realistas, sem contaminações ideológicas dirigistas. Um bom exemplo é o PL 116, que regula o mercado de TV por assinatura.

Chegou a hora de comprar uma TV 3D?

Por Serdar Yegulalp

Fabricantes dizem que sim, mas a tecnologia pode não estar tão pronta quanto eles dizem.

Depois de décadas confinada aos filmes B na sessão da meia-noite o 3D finalmente chegou às massas, com uma enxurrada de filmes no novo formato sendo produzidos por Hollywood. E a tecnologia não está restrita às salas de cinema: em breve ela estará disponível em uma sala de estar ou monitor de computador perto de você.

Assine nossa Newsletter