2018-Fenaert-Banner

Palestra de Ricardo Amorim marca lançamento do projeto 'Avança', da TV Bahia

Projeto reunirá reportagens, programetes, programas especiais e eventos com foco no desenvolvimento econômico do Estado da Bahia

event-852833 960 720

O projeto "Avança", da TV Bahia, foi lançado no dia 14 de maio, com uma palestra do economista Ricardo Amorim, realizada na Casa do Comércio, em Salvador.

O evento, exclusivo para convidados, reúniu cerca de 200 pessoas, entre empresários, executivos, gestores públicos e da iniciativa privada, jornalistas, mercado publicitário e representantes de entidades do setor empresarial da Bahia.

Até novembro, o "Avança" reunirá reportagens, programas especiais e eventos entre os meses de maio e outubro. As reportagens serão exibidas no BATV e no Jornal da Manhã, os pequenos programas, intitulados programetes, terão um minuto de duração, com exibição ao longo da programação e dos especiais, terão três edições, representando cada fase do projeto.

O G1 Bahia também terá uma editoria especial focada exclusivamente em notícias de economia e negócios, além de reunir o conteúdo audiovisual do projeto.

Na primeira fase, "A Bahia que dá certo", o programa levará ao público informações sobre os segmentos que fazem parte dos grandes destaques econômicos do estado. Serão apresentados aos baianos os setores que apresentam alta produtividade e números expressivos em todas as regiões da Bahia.

A segunda fase do projeto é "A Bahia que surpreende", que vai focar nos exemplos de negócios, segmentos e setores econômicos que são menos conhecidos dos baianos, mas que já apresentam oportunidades de crescimento, evolução e reconhecimento.

Por fim, a fase "A Bahia do Futuro", que reunirá exemplos de sucesso do estado que vão conectar o estado ao futuro, com utilização de tecnologia, inteligência artificial e também setores que estão atendendo às novas demandas do mercado consumidor.

 

Fonte. g1.globo

Nova programação da Rádio Jornal foi ao ar na última segunda-feira

Novidades na grade de programação da Rádio Jornal deixam o público ainda mais informado nos horários da tarde e da noite. Confira as mudanças!

audio-1839162 960 720

A Rádio Jornal estreou na última segunda-feira (20), com uma nova grade de programação. As novidades foram apresentadas em um evento promovido pelo Sistema Jornal do Commercio e Comunicação (SJCC) a representantes do mercado publicitário e deixam o público ainda mais informado nos horários vespertino e noturno. As mudanças acontecem em programas esportivos, de prestação de serviço e de variedades. 

Nova grade 

Edição do Meio Dia - Passa a ser apresentado pelo jornalista Rhaldney Santos.

Rádio Livre - Após uma reformulação, o programa chega agora com um conceito de revista. É apresentado por Anne Barreto e Rhaldney Santos. 

Balanço das Notícias - A partir das 16h, o programa é apresentado por Wagner Gomes e Igor Maciel.

Bola Rolando - Das 18h às 19h, Ednaldo Santos continua trazendo os principais destaques do futebol. 

Movimento Esportivo - Mais nova atração da Rádio Jornal, das 19h às 21h, Ednaldo Santos e Marcelo Araújo comandam o time de craques do Escrete de Ouro em um programa com informações e debates sobre todas as modalidades esportivas.

 

Fonte: TV Jornal

Mílton Jung fala sobre papel atual do rádio

 

5387685271 94a663a120 b

Radialista, fala sobre a Rádio CBN e o jornalismo com autoridades da cidade de Ribeirão Preto, afirmando que o meio de comunicação soube se adaptar às atuais demandas da população.

"O rádio já trazia na sua origem características que se adaptam às demandas provocadas pela tecnologia digital". 

Em sua passagem por Ribeirão Preto na última sexta-feira (17), onde abordou sobre a Rádio CBN e o jornalismo com autoridades, o radialista Mílton Jung destacou o papel atual do rádio e falou sobre as mudanças que o meio de comunicação sofreu para seguir levando informações aos ouvintes. 

"Vim para mostrar a força do rádio, esse veículo que se reinventa a todo o momento e que tem tido um alcance cada vez maior porque soube se adaptar muito bem a atual demanda da população". 

Para o jornalista, as mídias digitais possuem características marcantes. Todas encontradas no rádio atualmente. Desde a velocidade até a interação, o veículo de comunicação soube se adaptar às necessidades da sociedade contemporânea sem perder a proximidade. 

"Quando pensa em tecnologia, pensa, por exemplo, em interação. Desde quando a gente ouve o amigo ouvinte ou o telefone do ouvinte? O rádio já era interativo há muitos anos. As pessoas se sentem próximas do rádio, se sentem intimas dos apresentadores", comenta o radialista. 

Para Mílton, o público atual do rádio é o que deseja estar bem informado apesar de ter uma quantidade gigantesca de tarefas para exercer na rotina. "Ele nem sempre tem tempo de absorver informações então o rádio é companheiro nesse sentido. Está no carro, no celular". 

"É proibido calar" 

Durante sua passagem, o jornalista também comentou sobre seu mais recente livro, "É proibido calar! Precisamos falar de ética e cidadania com nossos filhos". Nessa obra, a quarta que ele publica, Mílton afirma ter se desafiado a sair da área que tinha um conforto maior para falar sobre a relação entre pais e filhos, tendo a ética e a cidadania como pauta. 

"O livro fala sobre comportamento, então tive que estudar um pouco mais, além de usar minha experiência nesse campo. Foi uma experiência muito rica, tenho tido um carinho muito grande das pessoas". 

Mílton Jung 

Mílton Jung é jornalista, radialista e palestrante. Na Rádio CBN, ele apresenta a Jornal da CBN primeira edição diariamente e aos sábados ele apresenta Mundo Corporativo. Além de "É proibido calar", Mílton escreveu "Jornalismo de Rádio", "Conte Sua História de São Paulo" e "Comunicar para liderar" em coautoria com a fonoaudióloga Leny Kyrillos.

 

Fonte: acidadeon

Registro de radialista será único e não mais para funções exercidas pelos profissionais do segmento

Entrou em vigor recentemente uma mudança no sistema de emissão de registros profissionais do Ministério do Trabalho, atual Ministério da Economia, relativa à emissão de registros profissionais para radialistas, em atendimento ao cumprimento da Lei 6.615/1978. A partir de agora, os registros serão emitidos para a profissão Radialista, e não para uma das funções exercidas. A solicitação de alteração no sistema foi feita pela Federação Nacional das Empresas de Rádio e TV (FENAERT).

“O novo procedimento traz segurança jurídica e favorece o cumprimento das formalidades legais pelas empresas de radiodifusão. A medida representa avanço significativo no processo de obtenção de registros da profissão de radialista, beneficiando principalmente os trabalhadores da categoria, que passam a requerer e obter um registro profissional único, a exemplo das demais profissões exercidas por profissionais do setor – jornalistas, artistas e músicos, por exemplo - e não, equivocadamente, em cada função a ser exercida, dificultando a progressão e evolução profissional”, ressalta o presidente da FENAERT, Guliver Leão.

Desde maio de 2018 a FENAERT vem atuando junto Ministério do Trabalho para que o registro profissional de radialistas fosse concedido para a profissão Radialista e não mais, equivocadamente, para a função a ser exercida pelo profissional. Em dezembro de 2018 a entidade obteve decisão favorável em processo administrativo sobre o tema, tendo sido determinada a modificação do sistema (SIRPWEB).

Recentemente o Ministério da Economia formalizou que o sistema em questão foi alterado, atendendo à decisão obtida no processo administrativo. “Já realizamos testes em diversos estados e verificamos que os registros já estão sendo emitidos de forma generalista, ou seja, sem a especificação da função. Verificamos, ainda, que quando solicitada a reemissão de registro concedido anteriormente, também será impresso para a profissão Radialista”, completa Leão. Para solicitar a emissão de registros junto ao Ministério basta acessar: http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/pages/impressoes/emitircartao/profissional/main.seam 

Assine nossa Newsletter