2020-02-Banner-Capa

Segundo enquete, a maioria dos eletrônicos adquiridos no final de 2020 tinha acesso ao conteúdo de rádio

tudoradio.com promoveu entre dezembro e fevereiro uma enquete sobre as compras de fim de ano, com foco em Black Friday e Natal. A intenção era saber se os visitantes do portal adquiriram algum novo dispositivo eletrônico. E, caso sim, se ele contava com alguma forma de acessar o conteúdo gerado pelas rádios. Em resultado apertado entre quem comprou algo e quem não gastou na reta final de 2020, a maioria adquiriu aparelhos que possuem acesso ao rádio, seja em FM (receptor via ondas) ou on-line (streaming). Acompanhe os recortes:

Entre todos os participantes, 49% responderam que adquiram pelo menos um dispositivo eletrônico que possibilita acesso ao rádio. Desses, 34% compraram um aparelho que possui sinal de FM embutido ou era o próprio receptor de rádio. Não exclui smartphones com FM e streaming.

Já 15% afirmaram que adquiriram um dispositivo eletrônico que não conta com FM embutido, mas que possibilitam acessar a programação das emissoras através do áudio digital, ou seja, o streaming. Estão nessa categoria aparelhos como smartphones sem FM, smart speakers, laptops/computadores, entre outros.

Apesar da enquete não poder ser considerada como uma pesquisa (pois não seleciona os grupos para coletar os dados, mas sim conta com a participação espontânea dos visitantes do portal) e pelo fato de quem acessar o tudoradio.com já ter um interesse no meio, o resultado é um termômetro positivo para a manutenção do rádio como uma opção de mídia, independente do aparelho utilizado. Apenas 3% dos participantes adquiriram aparelhos que não possibilitam o acesso ao conteúdo radiofônico.

Outro detalhe importante é a parcela considerável dos participantes que não adquiriram eletrônicos no final de 2020: 48%. Considerados os queridinhos do comércio nas principais datas de fim de ano, a grande parcela de participantes que não compraram algum dispositivo pode ser também um termômetro da dificuldade econômica que o país enfrentou em um ano marcado pela pandemia do novo coronavírus.

Vale ressaltar que a enquete não conta com processo científico de avaliação, sendo apenas uma forma de saber como foi o comportamento dos visitantes do portal perante o tema proposto. O questionamento esteve em vigência entre a segunda quinzena de dezembro e a primeira quinzena de fevereiro. E o número total de votos foi de 191.

 
 
Fonte: TudoRádio
 

Assine nossa Newsletter