2018-Fenaert-Banner

Governo nomeia Leonardo Euler como novo presidente da Anatel

O governo Michel Temer nomeou nesta segunda-feira o conselheiro Leonardo Euler para a presidência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no lugar do engenheiro Juarez Quadros, que estava no comando da autarquia desde outubro de 2016.

Euler é o primeiro servidor de carreira da Anatel a ser nomeado presidente da agência e terá mandato até 4 de novembro de 2021. Ele é formado em Ciências Econômicas e possui mestrado em Economia pela Universidade de Brasília.

LEONARDO EULER

Foto: Veja/Ricardo Fonseca/Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações/Flickr/Divulgação

O novo presidente da Anatel é servidor de carreira da Anatel desde 2005, aprovado no primeiro concurso público realizado pela agência. Na estatal, foi assessor de conselheiros, gerente de Acompanhamento Econômico da Prestação e chefe da Assessoria Técnica. Euler também trabalhou como analista na Eletronorte.

O mandato de Quadros terminou no domingo. Ele havia sido nomeado por Temer para completar mandato do ex-presidente da agência João Rezende. Quadros tinha direito, mas não foi reconduzido para mais um mandato. O ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, havia indicado o secretário da radiodifusão da pasta, Moisés Queiroz Moreira, para a presidência da Anatel.

Antes de deixar o cargo, Quadros cobrou responsabilidade do governo de Jair Bolsonaro (PSL) na definição de políticas públicas para o setor. Essa missão, na avaliação dele, demanda muito tempo e dedicação, algo que nem todos podem oferecer, afirmou. Defendeu também que os futuros conselheiros da Anatel tenham perfil técnico, experiência em regulação, conhecimento do setor e, sobretudo, coragem e capacidade “para dizer sim e não, nunca talvez”. Ele defendeu ainda que o governo escolhesse pessoas  “totalmente livres” para a presidência da agência para que se dedicassem à defesa do interesse público.

Fonte: veja.abril.com.br

Assine nossa Newsletter