2020-02-Banner-Capa

Tendências | Levantamento da Kantar Ibope Media aponta que 98% dos usuários de internet consomem streaming de áudio

Kantar Ibope Media divulgou mais um levantamento que mostra a força do streaming, tanto de áudio quanto de vídeo, neste período de isolamento social em razão da pandemia do coronavírus. De acordo com a pesquisa, 98% dos usuários de internet consomem áudio e/ou vídeo por streaming. Esses dados se relacionam com outro levantamento recente que mostrou que a quarentena empurrou o pico matinal de audiência para mais tarde do que o habitual, enquanto a tarde a período de maior consumo ficou para mais cedo. Recentemente o instituto também mostrou as mudanças nos hábitos da população, inclusive no consumo de rádio.

Segundo o levantamento, o consumo de streaming, tanto de vídeo quanto de áudio, foi intensificado durante o período de quarentena. A pesquisa chegou ao índice de 98% dos usuários de internet que consomem a plataforma. O estudo realizado pela Kantar Ibope Media é inédito e abordou em detalhes todas as dimensões desses serviços de áudio e vídeo.

Segundo a diretora comercial da Kantar Ibope Media, Adriano Favaro, as pessoas estão com o controle e escolhem o conteúdo que mais agrada. "Mais do que nunca, o indivíduo está no controle e escolhe como e onde consumir conteúdo. O streaming contribui ampliando e complementando a experiência de vídeo e de áudio para outros lugares e outros momentos", ressaltou.

Streaming precisa ser de graça, aponta maioria

Outro ponto importante do levantamento sobre o consumo de streaming foi quanto ao custo do serviço. A Kantar aponta que 55% dos usuários preferem utilizar o serviço de forma gratuita (tendo a veiculação de publicidades no conteúdo). Já 41% preferem ter uma assinatura paga para não contar com anuncios e 4% afirmaram que "nenhuma" das opções.

A questão da gratuidade do serviço de streaming de áudio está em debate em todo o mundo e há um fato adicional para o rádio, que acostumou a sua audiência a ter acesso gratuito e fácil ao áudio. A Nielsen já havia apontado que a maioria dos consumidores esperam que o conteúdo de áudio seja sempre gratuito e que a situação potencializa anúncios, conforme já noticiado pelo tudoradio.com.

Também pode interressar o rádio a ampliação do consumo de vídeo, já que muitas emissoras tem investido nesse tipo de streaming. A Kantar revelou que 73% dos usuários de internet afirmaram que aumentaram o consumo desse tipo de conteúdo (pago e gratuito).

Mudanças de hábitos durante a pandemia

A pandemia da covid-19 deixou cerca de 80% das pessoas em casa, e isso impactou diretamente a rotina de todos. Entre as alterações de rotina que foram destacadas, os pesquisados disseram que estão se levantando mais tarde. Com isso, as pessoas que estão saindo de casa de carro por algum motivo, estão fazendo isso mais tarde também.

Essas novas atitudes também impactaram na audiência do rádio. Como as pessoas estão levantando mais tarde, o aumento de audiência passou a ser percebido a partir do meio da manhã e não mais no início da manhã, como era tradicionalmente. O instituto chamou a atenção para outra alteração no consumo de rádio no período da tarde: a audiência que era mais significativa no fim de tarde, agora está acontecendo um pouco mais cedo do que o habitual, também fruto da mudança de hábitos da população durante esse período de pandemia do novo coronavírus.

Fonte: Tudo Rádio

Assine nossa Newsletter