2020-02-Banner-Capa

Estudo mostra Brasil como o país onde a produção de podcasts mais cresceu durante a pandemia

O país se destacou na criação de podcasts no primeiro semestre do ano, ocupando o primeiro lugar da lista

Um relatório publicado pela Voxnest apontou o Brasil como o país onde a produção de podcasts mais cresceu durante a pandemia do novo coronavírus. O estudo, que leva em conta os dados sobre criação e consumo do conteúdo durante o primeiro semestre deste ano, também mostra que os podcasts em língua portuguesa foram os que apresentaram o maior índice crescimento. O rádio tem contribuído com esse avanço através da maior produção de conteúdo em formato podcast nas emissoras. E o consumo também cresceu. Acompanhe:

Uma versão compacta do relatório State of the Podcast Universe, publicado pela Voxnest, revelou que o Brasil lidera o ranking de países onde a produção de podcasts mais cresceu desde o início de 2020, sucedendo o Reino Unido e o Canadá, países que figuram respectivamente o segundo e terceiro lugar. Mesmo tendo sido um dos países mais afetados pela Covid-19, o mercado brasileiro segue se destacando pela produção crescente do conteúdo on-demand. O crescimento já vinha sendo demonstrado no relatório de 2019 da empresa americana, o qual já havia mostrado o Brasil despontando na segunda posição do ranking de criação, atrás apenas da Argentina

Em dezembro próximo está prevista a publicação da versão completa do State of the Podcast Universe, com dados mais aprofundados do podcast no Brasil e em outros países. Apesar deste último ser mais compacto, o relatório mostrou ainda que os podcasts em língua portuguesa saltaram 103%, estando entre os que apresentaram o maior índice crescimento e ficando atrás os podcasts em língua espanhola.

Tonia Maffeo, que é diretora de marketing da Voxnest, confirma que nem sempre o hábito de consumo acompanha a produção. "O consumo de podcasts está muito atrelado ao comportamento cultural do local. Podcast é uma mídia muito individual e, em muitos mercados, como é o caso do Brasil, ele está altamente relacionado com os deslocamentos e as idas à academia. Quando se corta isso, é normal haver uma queda no número de oportunidades que o usuário tem para consumir essa mídia", explica.

A redução da mobilidade mencionada pela gestora foi bem evidente quando analisados os dispositivos para reprodução de podcasts. Computadores tiveram um crescimento de 58%, contra 32% dos smartphones e tablets em nível internacional.

Produção de podcasts por rádios avança em consumo

Na última semana o portaltudoradio.com divulgou dados atualizados do ranking "Podcast Triton Digital LATAM". O relatório mostrou a posição de podcasts auditados pela Triton Digital e apontou que produções de rádios CBN, Jovem Pan FM e Jovem Pan News seguem entre os vinte podcasts mais consumidos da América Latina no ambiente auditado pela empresa. Entre os podcasts brasileiros mais consumidos estão o do programa Pânico e o Academia CBN.

A medição da Triton Digital abrange um período que conta com a pandemia do novo coronavírus (11/05 a 07/06) e conta com outras produções das duas rádios entre os 100 podcasts de maior consumo na América Latina.

Com informações da Voxnest

Fonte: Tudo Rádio

Assine nossa Newsletter