2020-02-Banner-Capa

Perspectivas 2021

Na pauta permanente da agenda estratégica, estão ações que buscam corrigir a assimetria regulatória, que prejudica a competitividade do rádio e da TV no atual ambiente de convergência tecnológica, assim como a inclusão definitiva do setor de radiodifusão em projetos com foco em inovação e tecnologia.

Entre os temas prioritários estão a conclusão do processo de migração do rádio AM para FM; o desbloqueio do chip FM nos aparelhos celulares; a revisão e desburocratização do marco regulatório do setor; a aprovação da PEC que elimina os limites à participação do capital estrangeiro nas emissoras de rádio e televisão; e, ainda, a aprovação do processo de migração dos serviços de TVs parabólicas da atual faixa para a banda Ku.

“Apesar do cenário ainda incerto para todos os setores, que estão se adaptando à crise econômica provocada pela pandemia, mais que nunca, é hora de trabalharmos para que a radiodifusão brasileira se recupere de tais efeitos, mantendo-se forte e unida como tem sido nos últimos tempos”, afirma o presidente da ABERT, Flávio Lara Resende.

Fonte: Abert

Assine nossa Newsletter