CBN confirma estreias em Teresina, Campina Grande e mais duas afiliadas no interior paulista

A rede “all-news” liderada pelas emissoras CBN FM 90.5 AM 780 de São Paulo e CBN FM 92.5 AM 860 do Rio de Janeiro passará por uma forte expansão neste início de 2018. Já estão confirmadas as estreias das futuras afiliadas CBN FM 97.5 de Teresina (PI), CBN FM 103.5 de Campina Grande (PB), além de duas emissoras de uma “minirrede estadual” que será trabalhada a partir da CBN FM 90.9 de São José do Rio Preto (SP). As estreias estão previstas para acontecer entre a segunda quinzena de fevereiro e o início de março.

Nordeste

Prevista para o dia 19 de fevereiro, data que ainda é uma previsão, a CBN FM 97.5 iniciará as suas operações a partir de Teresina, capital do Piauí. A emissora é fruto do processo de migração AM-FM da 910 AM, emissora que já atuou como afiliada da CBN em Teresina, porém na faixa AM. Com a ida para o dial FM, a emissora piauiense retomará o trabalho com a rede jornalística. A data prevista para o início das operações é 19 de fevereiro, passível de alteração por questões técnicas.

Já na Paraíba a CBN contará com a sua segunda afiliada no estado. A futura CBN FM 103.5 de Campina Grande também tem a sua estreia prevista para a segunda quinzena de fevereiro. Originada da faixa AM-FM da Rádio Borborema AM 1350, a emissora é controlada localmente pela Rede Paraíba, responsável também pela CBN FM 101.7 de João Pessoa. 

Em Teresina a CBN FM 97.5 será classe A2 de operação, enquanto em Campina Grande a futura CBN FM 103.5 será de classe A4 de operação.

Interior paulista

A CBN contará com uma “minirrede” trabalhada a partir de São José do Rio Preto, composta por três FMs. A atual CBN FM 90.9 passará a contar com as operações das futuras afiliadas CBN FM 106.9 de Catanduva e CBN FM 99.3 de Jales. A operação conjunta será uma forma de ampliar a cobertura jornalística da CBN no noroeste do estado de São Paulo. As duas novas FMs não são migrantes AM-FM.

As duas estreias estão previstas para a segunda quinzena de fevereiro ou no mês de março, datas que ainda serão definidas. A emissora dedicada à Catanduva é uma concessão de Santa Adélia, inédita no interior paulista e de classe C de operação. Já a FM voltada à Jales será de classe B2 de operação, transmitindo a partir de Palmeira Doeste. 

Além das três emissoras (São José do Rio Preto, Catanduva e Jales) no Noroeste Paulista, a CBN também conta com as rádios de Campinas (CBN FM 99.1), Ribeirão Preto (CBN FM 90.5), além da matriz na capital, para cobrir o estado de São Paulo.

Ritmo forte de expansão

A Rede CBN já estava em ritmo acelerado de expansão em 2017. Recentemente a rede jornalística passou a contar com as afiliadas de Aracaju (CBN FM 90.5) e Campo Grande (CBN FM 93.7), rádios que foram originadas da faixa AM. 

Sinais em FM - Confira aqui a lista de emissoras em FM atualmente captadas nas regiões que contarão com emissoras da CBN. Escolha: Teresina (PI)Região de Campina Grande (PB) e/ou Noroeste de São Paulo.

Fonte: Tudo Rádio.

ABERT ingressa no STF em ação do ECAD contra a Rádio Oi

A ABERT ingressou com pedido de amicus curiae (parte interessada) no processo em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) que discute a cobrança, pelo ECAD, de direitos autorais supostamente devidos pela Rádio Oi FM. De acordo com a ação, a emissora reproduziu músicas de sua programação na internet o que, segundo o ECAD, cabe direitos autorais.

Segundo o ECAD, a Oi FM não possui autorização para execução musical em seu sítio eletrônico. Com isso, ela deve interromper as transmissões musicais, bem como efetuar o pagamento de parcelas mensais correspondentes ao percentual de 7,5% de toda a receita de publicidade obtida pela comercialização de espaços publicitários nos meios eletrônicos de divulgação.

Para a ABERT, a discussão do assunto é muito importante para a sociedade, mas, sobretudo, para o setor de radiodifusão. O desfecho do processo é considerado determinante para a liberdade de expressão e artística, do acesso à cultura e à informação no ambiente da internet.

"A ABERT espera subsidiar de forma determinante o debate do tema no STF, respeitando o direito autoral dos artistas, músicos e autores, essenciais para o desenvolvimento do serviço de radiodifusão, mas, acima de tudo, demonstrando que eventual cobrança, quando e se aplicável no ambiente virtual, deve guiar-se pelos princípios constitucionais da proporcionalidade, da razoabilidade e da isonomia, de modo a evitar cobranças arbitrárias e dissociadas do real e efetivo uso das obras musicais", afirma o diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik.

Com informações da ABERT

 

Inscrições abertas para segundo prêmio de jornalismo investigativo sobre HIV

A segunda edição do Prêmio Jornalismo Investigativo em HIV/Aids na América Latina e Caribe já está com inscrições abertas. O concurso é realizado pela Aids Healthcare Foundation (AHF) em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e a Faculdade Cásper Líbero. Podem concorrer reportagens veiculadas durante o ano de 2017.

De acordo com os organizadores da competição, os trabalhos jornalísticos devem ter sido publicados em 2017 e precisam estar relacionados ao tema do HIV (prevenção, serviços e ações que permitam às pessoas conhecerem sua sorologia, acesso a tratamento de qualidade, as histórias de vida de pessoas que vivem com o HIV, o estigma frente ao vírus e as barreiras culturais para a testagem e cuidados, entre outros).

Haverá um prêmio para cada categoria, que são as seguintes: mídia impressa, online e audiovisual (vídeo e rádio). Os ganhadores do prêmio no Brasil participarão com os premiados de países da América Latina e do Caribe do workshop internacional “A última arrancada para acabar com a AIDS”, que acontecerá na cidade de Oaxaca, no México, de 12 a 14 de abril. Todos os custos com passagens aéreas, hospedagens e refeições serão assumidos pela AHF.

As inscrições no concurso vão até 28 de fevereiro. Para participar, o jornalista deve enviar para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. a versão original (cópia) e a versão em word de suas reportagens (ou série de reportagens) publicadas entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2017, em jornais impressos, revistas ou sites de notícias online. Para trabalhos audiovisuais (vídeo e rádio, basta encaminhar um link para o vídeo no YouTube.

Com informações do Portal Imprensa

Samsung deve iniciar desbloqueio de chips de rádio FM em seus futuros smartphones

A gigante coreana de tecnologia, Samsung, deve iniciar o desbloqueio do chip de FM em seus próximos smartphones. A novidade foi compartilhada pela TagStation LLC, dona do aplicativo NextRadio, que revelou que a sul-coreana continuará dando suporte ao app através do desbloqueio do chip FM em seus futuros portáteis lançados no Canadá e EUA, onde, segundo um levantamento da Nielsen, mais de dois terços da audiência do Rádio está longe de casa, ou seja, mais próximo do “ponto de compra’ (o que fortalece o argumento comercial em favor do Rádio na hora de se apresentar ao mercado).

Grande parte dos smartphones fabricados ao redor do mundo já contam com hardware que possibilita a recepção de sinais de rádio FM, porém, a maioria opta por bloqueá-los. A ação da Samsung foi aplaudida por Paul Brenner, presidente da NextRadio, pois além de entregar uma opção extra na experiência de uso, também abre portas para contornar situações que podem ameaçar a vida de muitos como, por exemplo, desastres naturais e emergências.

A Sammy, visando dar uma possibilidade extra a seus usuários, deu um passo à frente com a iniciativa de liberar o uso desse chip, algo que permitirá que diversas pessoas possam desfrutar do conteúdo transmitido por suas emissoras preferidas sem precisar gastar seu pacote de dados, e até mesmo economizando o uso de bateria. O sinal de rádio FM tem um importante papel, vendo que em alguns casos, onde não haja sinal celular, ou quando as redes estiverem congestionadas, as estações de rádio oferecem um canal extra de comunicação.

Após o desastre natural ocorrido ano passado em Porto Rico e parte da Flórida, diversas fabricantes tem recebido pedidos de desbloqueio do chip FM, por questões de segurança pública e necessidade, inclusive a Apple, que recebeu pedidos diretamente da FCC e tem sofrido grande pressão de entidades voltadas à radiodifusão, como a NAB. Além da Samsung, a Alcatel, LG e Motorola também se comprometeram a tornar funcionais os módulos de FM presentes em seus futuros smartphones.

Ativação do chip FM deverá ser lei no Brasil

No Brasil, tramita o projeto de lei (PL nº 8438/2017) que obriga as empresas fabricantes ou montadoras de celular a disponibilizar a recepção do rádio FM. O rádio FM no celular é uma das prioridades da ABERT, que, em 2014, lançou a campanha “Smart é ter rádio de graça no celular", orientando o ouvinte a sempre escolher, na hora da compra, um aparelho celular que tenha o dispositivo de recepção de FM embutido. 

"Além da pluralidade que o rádio proporciona, a aprovação desse projeto fará com que todos possam ouvir a rádio preferida de forma gratuita, sem ter que usar o pacote de dados do plano contratado pelo ouvinte”, ressalta diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik.

Fonte: Tudo Rádio. 

Congresso da ABERT contará com a presença do presidente Michel Temer em sua abertura

A ABERT se prepara para realizar a 28º edição do Congresso Brasileiro de Radiodifusão, nos dias 21 e 22 de agosto, em Brasília. Com o tema “Somos rádio e televisão: informação e entretenimento gratuitos com credibilidade. Somos Brasil!”, o evento acontecerá no Centro de Convenções Brasil 21 e terá a presença do presidente da República, Michel Temer, em sua abertura.

Considerado principal evento voltado à radiodifusão, o 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão reunirá radiodifusores de todo o país para discutir os principais temas do setor de rádio e TV. No dia 21, o congresso terá início à noite, com uma cerimônia de abertura que contará com a participação do presidente Michel Temer, ministros de Estado e empresários do setor.

No segundo dia, os participantes terão um dia inteiro com atividades como painéis e palestras sobre os desafios de mercado impostos pela tecnologia, liberdade de expressão, rádio e interatividade, além de assuntos regulatórios e comerciais; e poderão participar de oficinas sobre propaganda programática, sistema Mosaico da ANATEL, automação, formas de aumentar a receita das emissoras, mídias sociais, entre outros temas.

Os painéis terão conteúdos de grande relevância para a radiodifusão, com nomes de profissionais do Brasil e do exterior. “Temos uma expectativa bastante positiva para o nosso congresso. Queremos trazer cases de sucesso no exterior, e que as pessoas responsáveis por implementá-los venham contar suas experiências. A troca de informação que pretendemos trazer vai ser de grande crescimento para os profissionais do meio”, afirma o diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik. Segundo Antonik, o encontro deve reunir 1,2 mil radiodifusores do Brasil e do exterior.

As inscrições serão abertas em janeiro. Fique de olho no site da ABERT (www.abert.org.br) ou nos informativos da ABERT para garantir a sua vaga.

Fonte: Tudo Rádio. 

Rádio FM completou 78 anos em operação nos Estados Unidos

O espectro FM completou 78 anos em operação na semana passada. A primeira demonstração do espectro ocorreu nos Estados Unidos, no dia 5 de janeiro de 1940, 53 anos após a descoberta das ondas de rádio, por Heinrich Rudolf Hertz. Apesar disso, o rádio FM já havia sido descoberto muito antes, em 1933, quando foi feita a primeira demonstração experimental do sistema, pelo americano Edwin Armstrong.

Vale ressalvar que em 1922, o Rádio já era conhecido. Neste ano no Brasil, acontecia a primeira transmissão radiofônica oficial no país, com a fundação da primeira emissora de rádio reconhecidamente oficial do país, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, por Roquette Pinto e Henrique Morize, que operava em Ondas Médias.

Antes da Rádio Sociedade, ainda em 6 de abril de 1919, a Rádio Clube AM 720 do Recife realizava sua primeira transmissão radiofônica a partir de um estúdio improvisado na Ponte d'Uchoa, na capital pernambucana, tendo à frente o radiotelegrafista Antônio Joaquim Perei. Idealizada, construída, operada e direcionada para um grupo elitista, a emissora não teve muita repercussão, por não existirem receptores nas residências àquela época. 
 
A partir de 1940, o rádio FM se consolidou e criou um padrão de programação que se mantém até hoje. Além do alcance do sinal, a principal diferença do rádio que opera em FM - Frequência Modulada para o que opera em AM – Modulação em Amplitude, está relacionada à interferência à qual está sujeita a emissora AM, um dos motivos que levou o Brasil a um processo de migração que se estende desde 2013. 
 
A expectativa do setor de radiodifusão é que, com a migração, as rádios AM recuperem a audiência, que foi prejudicada justamente por causa da interferência de sinal e, também, porque não podem ser sintonizadas por dispositivos móveis. O processo de migração segue avançando pelo país. 

Um mapeamento da migração AM-FM realizado pelo tudoradio.com superou a marca de 300 emissoras vindas da faixa AM e que já estão ativas no dial FM. Além disso, existe a expectativa do anúncio da abertura de prazo para que as AMs que não participaram do primeiro processo, tenham a oportunidade de realizar a adaptação de suas outorgas para o FM.

Fonte: Tudo Rádio. 

Jornalista, escritor e comentarista da CBN, Carlos Heitor Cony, morre aos 91 anos

O jornalista, escritor e comentarista da CBN FM 92.5 AM 860 do Rio de Janeiro e CBN FM 90.5 AM 780 de São Paulo, Carlos Heitor Cony, morreu na noite desta sexta-feira (5), aos 91 anos, de falência de múltiplos órgãos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, que confirmou o horário da morte às 23h10. Ocupante da cadeira de número três Academia Brasileira de Letras (ABL) desde maio 2000, Cony também era colunista da Folha de S.Paulo.

Jornalista, escritor e comentarista da CBN estava internado devido a problemas no intestino. Ele foi o quinto ocupante da cadeira de número 3 da ABL. Seu romance mais famoso, 'Quase Memória', foi publicado em 1995. Cony morreu na noite de sexta-feira.

Cony publicou 17 romances, mas sua obra também se divide em contos, crônicas, ensaios e peças de teatro. A estreia na literatura aconteceu com “O Ventre”, de 1958, seguido de “A Verdade de Cada Dia” e “Tijolo de Segurança”. Também foi o autor de “Quase Memória”, que vendeu mais de 400 mil cópias, e “O Piano e a Orquestra”, obras que renderam a ele o Prêmio Jabuti.

"Ele sempre dizia que a expectativa dele era pelo bom dia". Assim o jornalista Milton Jung, apresentador da rádio CBN, resumiu o prazer de Carlos Heitor Cony, que faleceu neste sábado aos 91 anos, em participar do quadro “Liberdade de Expressão”, veiculado às sextas-feiras, dentro do jornal da CBN 1ª edição. Com pitadas de deboche, referências históricas e citações bíblicas, Cony falou sobre temas do cotidiano aos ouvintes da emissora nos últimos 16 anos, ao lado do colega Artur Xexéo e do âncora da CBN, que se "intrometia na conversa". Mesmo com a saúde fragilizada, Cony participou do quadro até 22 de dezembro, quatro dias antes de ser internado.

Fonte: Tudo Rádio. 

Top FM promove o Fest Verão no litoral norte paulista

A Top FM 104.1 de São Paulo está promovendo o Fest Verão 2018. O evento conta com diversas atrações musicais para os turistas que estão visitando Caraguatatuba, uma das principais cidades do litoral norte paulista. O evento teve início no dia 28 e segue até o próximo dia 28.

Em praticamente todos os dias, o Fest Verão conta com atrações musicais. O evento é destinado para todas as idades com áreas específicas de camarote, área VIP e pista, praças de alimentação, ambulatório, serviços de paramédicos e entradas específicas, separadas por área, permitindo que o público aproveite a festa com conforto e diversão.

A Top FM tem sua marca nos materiais de divulgação do evento e também faz a promoção com ações em seu site, redes sociais e durante a programação. O evento conta com shows gratuitos e com cobrança de ingresso. Um deles terá a renda destinada para o Fundo Social. 

O Fest Verão Caraguá tem atrações como as duplas sertanejas Bruno & Barreto, Thaeme & Thiago, Maiara & Maraísa e Zé Neto & Cristiano, além de Wesley Safadão e Péricles, entre outros.

A temporada de shows foi aberta com a dupla sertaneja Bruno e Barreto, que se apresentou no dia 28 de dezembro, no Centro de Eventos do Porto Novo. O show teve entrada gratuita.4

Fonte: Tudo Rádio.

 

Valor do ponto de audiência sobe em todo o Brasil

AKantar Ibope Media fez uma atualização no valor do ponto de audiência na 15 regiões metropolitanas em que afere a audiência televisiva no País. Desde essa segunda-feira, 1º de janeiro, o ponto de audiência passou a representar uma quantidade maior de residência e de pessoas em todas as regiões do Brasil e também no Painel Nacional de Televisão (PNT).

Na Grande São Paulo, que concentra o maior mercado publicitário do País, o ponto de audiência passou a corresponder a 71.855 domicílios. Em 2017, cada ponto equivalia a 70.559 domicílios. Em termos populacionais, esse aumento faz com que cada ponto de audiência abranja uma universo de 201.061 espectadores (de acordo com dados populacionais estabelecidos pelo IBGE).

A segunda maior praça de audiência do País – o Rio de Janeiro – também teve um reajuste do ponto de audiência. Enquanto no ano passado cada ponto na região metropolitana do Rio correspondia a 44.047 pessoas, a partir de 1º de janeiro de 2018, o ponto passou a corresponder a 45.253 lares. Em termos de espectadores individuais, cada ponto na Grande do Rio de Janeiro representa, agora, 118.472 indivíduos.

Já no Painel Nacional de Televisão, a Kantar Ibope reajustou o ponto para 248.647 domicílios. Ao longo de 2017, a representatividade do ponto do PNT era de 245.702 lares. Em 2018, cada ponto do PNT corresponderá a 693.786 espectadores.

O reajuste do ponto de audiência é feito pela Kantar Ibope sempre no primeiro dia de cada ano a fim de atualizar os dados de acordo com o crescimento da população, o consumo de mídia e as organizações dos lares nacionais.

Fonte: Meio e Mansagem.

 

CCTCI aprova inserção de campanha sobre a prevenção de doenças em emissoras públicas de Rádio e TV

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou a veiculação nas emissoras públicas de Rádio e TV, bem como nas emissoras educativas e comunitárias, de três minutos diários de material educativo sobre a prevenção de doenças. O texto original previa a obrigação também para as emissoras comerciais.

O texto é o substitutivo do relator Roberto Alves (PRB-SP) ao Projeto de Lei 7670/06, do deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). Pela versão aprovada, as campanhas seguirão calendário divulgado pelo Poder Executivo anualmente e serão veiculadas em inserções durante toda a programação das emissoras.

O projeto original previa a veiculação gratuita por todas emissoras de rádio e televisão de cinco minutos diários de material educativo sobre a prevenção do câncer. Roberto Alves propôs, entretanto, alternativa que não exclui a veiculação das mensagens educativas sobre a prevenção de doenças (não somente sobre o câncer), mas que impede uma “demasiada sobrecarga nas emissoras comerciais”.

“Abre o espaço de divulgação de mensagens educativas sobre a prevenção de doenças nas emissoras públicas, educativas e comunitárias, mais vocacionadas aos serviços de informação para a população em geral. Desta forma, não inviabilizamos a divulgação das campanhas de prevenção de doenças nas emissoras, ao mesmo tempo em que evitamos onerar a grade da programação das emissoras comerciais, o que afetaria seu equilíbrio econômico-financeiro e poderia ensejar vários questionamentos judiciais, em prejuízo da divulgação das campanhas”, justificou o relator.

Fonte: Tudo Rádio.

Assine nossa Newsletter