2018-Fenaert-Banner

Teresópolis deixará de ter sinal analógico em breve

Em 28/11 os televisores de Teresópolis deixarão de receber o sinal analógico de TV (UHF).

O Prefeito Vinicius Claussen assinou Termo de Cooperação com a Seja Digital, entidade responsável pelo processo de digitalização do sinal de TV no Brasil. A parceria tem como objetivo facilitar o acesso das pessoas inscritas nos programas sociais federais aos conversores e antenas digitais gratuitos.Só em Teresópolis serão mais de 12.500 Kits. A Prefeitura vai agendar a entrega a beneficiários do Bolsa Família, do Benefício de Prestação Continuada e do Minha Casa Minha Vida, entre outros programas sociais do Governo Federal. A distribuição é de responsabilidade da Seja Digital.

Neste trabalho conjunto, equipes dos cinco Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), e dos Conselhos Tutelares 1 e 2, entre outros órgãos, serão treinados para orientar o público-alvo sobre o processo de conversão do sinal, e explicar como vai ser o acesso aos equipamentos gratuitos para receber a transmissão digital.

Para saber se tem direito ao kit gratuito, a população pode ligar gratuitamente para o número 147 ou acessar o portal sejadigital.com.br/kit, com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos.

A reunião que definiu os detalhes da ação, na última sexta-feira (13/07), contou com a coordenadora local da Seja Digital no interior do Rio de Janeiro, Carla Tavares, com os Secretários Municipais Cléo Jordão, de Cultura, Esporte e Turismo, Marcos Jaron, de Trabalho e Desenvolvimento Social, e Rolf Danziger, pela Comunicação Social. Também acompanharam o encontro os Subsecretários Érika Marra, de Esporte, e Henrique Silva, de Turismo.

Fonte: Portal Terê com informações da AsCom PMT

Fenaert é contrária à aprovação de Projeto de Lei que descaracteriza emissoras de rádio comunitárias

A Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (FENAERT) vem a público manifestar contrária a aprovação pelo Senado Federal do texto referente ao PLS nº 513/17. Conforme ementa do projeto, as rádios comunitárias terão sua potência aumentada para até 150 watts (seis vezes maior do que a atual prevista em lei, de 25 watts), além de aumento de um para dois canais onde as rádios comunitárias podem operar.

As rádios comunitárias têm como característica principal a prestação de serviço para determinado bairro, comunidade ou vila. Ao expandir a frequência de forma deliberada, as emissoras comerciais poderão ter sua atividade econômica prejudicada, além de desconsiderar o aumento da distância necessária entre uma estação comunitária e outra, que cresceria proporcionalmente e poderia inviabilizar a atividade de outras interessadas. A aprovação do PLS nº 513/17 é um desserviço e não respeita a essência do serviço prestado por este segmento radiofônico. A FENAERT manterá seu posicionamento contrário e atuará fortemente para a não aprovação da matéria na Câmara dos Deputados.

A medida aprovada pelos Senadores ignora aspectos tecnológicos e legais, dos quais listamos dois:

•          A avaliação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, manifestada no último mês de junho, entende que as alterações propostas pela matéria “partem de uma compreensão equivocada do sistema brasileiro de radiodifusão” e “ameaçam o equilíbrio de distribuição de canais no espectro radioelétrico, que garante o bom funcionamento das emissoras de rádio e televisão, sem interferências indesejadas”;

•          A Lei nº 9.612, de 19 de fevereiro de 1998, prevê que as rádios comunitárias operem em “frequência modulada, em baixa potência e cobertura restrita, outorgada a fundações e associações comunitárias, sem fins lucrativos, com sede na localidade de prestação do serviço”, e que tem por finalidade o “atendimento à comunidade beneficiada”;

 

imagem materia

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Senado aprova projeto que vai proteger dados dos consumidores na internet e em estabelecimentos públicos e privados

O Plenário aprovou a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (PLC 53/2018), que exige a autorização do cidadão para o uso de informações pessoais acessíveis em páginas na internet e em estabelecimentos públicos e privados. Segundo o relator, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), a pessoa saberá quem está coletando os dados, quem teve acesso a eles, como foram armazenados, se estão seguros e se seus direitos de privacidade e intimidade estão sendo preservados. O senador explicou que empresas poderão condicionar o uso dos dados para a oferta de serviços, a exemplo das redes sociais, desde que o usuário seja informado. O projeto, que vai à sanção presidencial, ainda prevê a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados, vinculada ao Ministério da Justiça.

Fonte: Radio Senado

Portal IMPRENSA divulga vencedoras do prêmio Troféu Mulher IMPRENSA 2018

O Portal IMPRENSA divulgou nesta sexta-feira (6) as jornalistas vencedoras do Troféu Mulher IMPRENSA 2018. O prêmio é idealizado e promovido pela Revista e Portal IMPRENSA, e tem como missão difundir o trabalho das mulheres na comunicação em todo o Brasil.

As finalistas das 17 categorias do prêmio foram definidas por um júri de excelência, composto por 47 profissionais de renome no mercado brasileiro. E a etapa de votação popular, que aconteceu de 27 de abril a 4 de junho, contou com a participação de internautas de norte a sul do Brasil.

Confira abaixo a lista das vencedoras e concorrentes desta edição do prêmio:

• Âncora de Rádio

1º lugar - Carla Bigatto (BandNews FM) - 46%
Vera Magalhães (Jovem Pan) - 32%
Tatiana Vasconcellos (CBN) - 13,7%
Sheila Magalhães (BandNews FM) - 4,4%
Fabíola Cidral (CBN) - 3,7%

• Repórter de Rádio

1º lugar - Basilia Rodrigues (CBN) - 31%
Marilu Cabañas (Rede Brasil Atual) - 20,7%
Aiana Freitas (BandNews FM) - 20,2%
Renata Carvalho (CBN) - 19%
Kelly Matos (Rádio Gaúcha) - 9%

• Comentarista ou Colunista de Rádio

1º lugar - Vera Magalhães (Jovem Pan) - 49% 
Dora Kramer (BandNews FM) - 23,6%
Andreza Matais (Rádio Eldorado) - 12%
Monica de Bolle (CBN) - 11,4%
Adriana Carranca (CBN) - 4%

• Âncora de TV

1º lugar - Maria Beltrão (GloboNews) - 40,6%
Adriana Couto (TV Cultura) - 22,2%
Renata Vasconcellos (Globo) - 16%
Ana Paula Araújo (Globo) - 12,4%
Adriana Araújo (Record) - 8,6%

• Repórter de Jornal ou Revista

1º lugar - Monyse Ravenna (Brasil de Fato Pernambuco) - 50%
Aura Mazda (Tribuna do Norte) - 21%
Patrícia Campos Mello (Folha de S.Paulo) - 11,2%
Malu Gaspar (Piauí) - 8%
Thaís Arbex (Folha de S.Paulo) - 6%
Consuelo Dieguez (Piauí) - 4%

• Jornalista Revelação na web 

1º lugar - Nathalia Arcuri (canal Me Poupe!) - 38,7%
Mara Luquet (Canal Letras & Lucros) - 23%
Natalia Viana (Agência Pública) - 13,2%
Ana Krüger (Poder 360) - 12,7%
Nana Queiroz (AzMina) - 12,3%

• Comentarista ou Colunista de TV 

1º lugar - Julia Duailibi (BandNews) - 39,5%
Eliane Cantanhêde (GloboNews) - 20,5%
Cristiana Lôbo (GloboNews) - 14,6%
Renata Lo Prete (GloboNews) - 14,6%
Flávia Oliveira (GloboNews) - 10,6%

• Correspondente (brasileira ou estrangeira residente no Brasil)

1º lugar - Sonia Blota (TV Band) - 52,5%
Adriana Carranca (O Globo / CBN / Estadão) - 20%
Marcia Carmo (BBC Brasil) - 13,6%
Patrícia Campos Mello (Folha de S.Paulo) - 7,2%
Verónica Goyzueta (Diario ABC - Grupo Vocento) - 6,6%

• Colunista de Jornal ou Revista

1º lugar - Djamila Ribeiro (Carta Capital) - 38,7%
Dora Kramer (Veja) - 26,7%
Maria Cristina Fernandes (Valor Econômico) - 20,3%
Flávia Oliveira (O Globo) - 14,3%

• Repórter ou comentarista esportiva

1º lugar - Renata Fan (Band) - 30%
Fernanda Gentil (Globo) - 26,2%
Natalie Gedra (ESPN) - 18%
Carol Barcellos (Globo) - 14%
Marília Ruiz (O Estado de S. Paulo) - 12%

• Assessora de Comunicação – Agência

1º lugar - Graziela Guardiola (Precisa Assessoria de Comunicação & Clipping / TO) - 31,7%
Claudia Rondon (RP1 Comunicação) - 17,7%
Flávia de Leon (CDN) - 14%
Patrícia Ávila (Burson-Marsteller) - 13,3%
Claudia Reis (Press à Porter) - 13%
Ana Regina Bicudo (Voice) - 10,2%

• Diretora ou Editora de Redação

1º lugar - Carla Jimenez (El País) - 38,2%
Ana Dubeux (Correio Braziliense) - 24%
Daniela Pinheiro (Época) - 17%
Vera Brandimarte (Valor Econômico) - 12,2%
Ruth de Aquino (Editora Globo) - 8,4%

• Assessora de Comunicação – Corporativa

1º lugar - Leila Suwwan (Airbnb) - 33,5%
Fernanda Paiva (Natura) - 28,3%
Rejane Braz (Banco Itaú) - 16,8%
Malu Weber (Johnson & Johnson) - 14,6%
Anahi Guedes (Nestlé) - 6,6%

• Fotojornalista

1º lugar - Mônica Zarattini (fotógrafa) - 24,2%
Sheila Maureen Bisilliat (fotógrafa) - 21%
Marlene Bergamo (Folha de S.Paulo) - 20,2%
Márcia Foletto (O Globo) - 18%
Nair Benedicto (N Imagens) - 16,6%

• Repórter de Telejornal

1º lugar - Andréia Sadi (GloboNews) - 42,3%
Dulcinéia Novaes (RPC / Globo) - 31,4%
Zileide Silva (Globo) - 12,2%
Sônia Bridi (Globo) - 10%
Graziela Azevedo (Globo) - 4,2%

• Repórter Investigativa

1º lugar - Thaís Nunes (SBT) - 38%
Andrea Dip (Agência Pública) - 21,2%
Malu Gaspar (Piauí) - 19%
Natalia Viana (Agência Pública) - 12,6%
Angelina Nunes (ABRAJI) - 9,2%

PRÊMIO ESPECIAL 
• Melhor reportagem especial ou série com temática sobre mulheres 

1º  Assédio sexual no trabalho: um crime silenciado – 22,2%
Caminhos da Reportagem - TV Brasil
Reportagem: Flavia Peixoto e equipe

2º  Como um caso de assédio sexual no transporte público expôs como a Lei trata as mulheres – 14,2%
Huffpost Brasil
Autora: Ana Beatriz Rosa

3º  Feminicídio mata 8 mulheres por dia no Brasil – 14%
Profissão Repórter – Globo
Reportagem: Caco Barcellos e equipe

4º  Armadilha para Mulheres – 13%
Agência Pública
Autora: Andrea Dip

5º  "A mulher negra precisa entrar no debate”, defende Alexandra Loras – 10%
Geração Empreendedora - Jornal do Comércio 
Autora: Roberta Fofonka

• História da Amabela (Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Município de Belterra) – 7,7%
Brasil de Fato
Autor: Bob Barbosa

• Mulheres de Traficante – 6,6%
UOL
Autora: Bia Sant’Anna e equipe

• Mulheres Espetaculares – 4,5%
Esporte Espetacular – Globo

• Pergunte a ela – 4%
Think Olga 

• #AmarElas – 3%
RPC e G1 Paraná
Desenvolvido pelo Núcleo de Inovação RPC, com coordenação de Suzana Possamai

• Inside Brazil’s Biggest Prison Pageant – 1%
Broadly
Autora: Bianca Zanini - correspondente

Assine nossa Newsletter