Inscrições para o 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão estão abertas

As inscrições para o 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, considerado o maior encontro de rádio e TV do país, já estão abertas. O Congresso da ABERT acontece nos dias 21 e 22 de agosto, no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília, e contará com vários painéis, palestras e a presença do presidente Michel Temer na abertura.

Nos dois dias de Congresso, profissionais de rádio e TV, jornalistas, professores e empresários do setor de radiodifusão participarão de palestras e oficinas ministradas por personalidades nacionais e internacionais. No dia 22, acontecem os painéis “Os desafios mercadológicos impostos pela tecnologia” e “Rádio, uma mídia local e interativa. Esse é o futuro?”, além de quatro oficinas: “Aumentando receitas das pequenas emissoras”, “Novas plataformas de mídia e inconsistências regulatórias”, “Os desafios mercadológicos impostos pela propaganda programática” e “Trocando despesas por automação”.

A ABERT preparou pacotes para os interessados que precisam de hospedagem em Brasília e para aqueles que desejam fazer a inscrição sem hospedagem. Os pacotes adquiridos até o dia 31 de março terão 10% de desconto, além de maiores oportunidades para parcelamento.

As palestras e oficinas serão apresentadas aos mais de 1,1 mil participantes que são esperados de todos os estados brasileiros. Foram convidados renomados especialistas mundiais do setor de Rádio e TV para falar, entre outros assuntos, sobre flexibilização da propriedade cruzada de empresas de mídia; utilização do espectro, considerando as necessidades da banda larga móvel e da radiodifusão e sobre as novas plataformas de mídias sociais e as inconsistências regulatórias.

Com o tema “Somos rádio e televisão: informação e entretenimento gratuitos com credibilidade. Somos Brasil!”, o evento acontecerá no Centro de Convenções Brasil 21 e terá a presença do presidente da República, Michel Temer, em sua abertura.

Com informações da ABERT

Fonte: Tudo Rádio

Rádio Globo confirma estreia em Santa Catarina via Joinville a partir de março

A rede liderada pelas emissoras Rádio Globo FM 98.1 AM 1220 do Rio de Janeiro e Rádio Globo FM 94.1 AM 1100 de São Paulo fará a sua estreia em Santa Catarina a partir do dia 1º de março. O tudoradio.com esteve em contato com o Sistema Globo de Rádio, que confirmou o alinhamento da afiliação com a NSC Comunicação, promovendo a estreia da rede em Joinville. A futura Rádio Globo FM 95.3 vai substituir a atual Itapema FM 93.7, marca que ficará restrita a Florianópolis.

A informação sobre a estreia da Rádio Globo em Joinville foi antecipada pelo portal Making Of na última segunda-feira (5), porém a confirmação do acordo entre o Sistema Globo de Rádio e a NSC Comunicação aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (7). A data programada para o começo das atividades em Joinville é 1º de março e a estrutura local (equipe e parte técnica) já está em andamento, preparando a 95.3 FM para as janelas locais da Rádio Globo.

A NSC Comunicação será a responsável pela afiliação da Rádio Globo em Joinville, esta que já mantém outra afiliada do Sistema Globo de Rádio na capital catarinense (a CBN AM 740). O grupo surgiu no mercado local no ano passado, quando substituiu a operação do Grupo RBS no estado. É afiliado da Rede Globo (TV) e também mantém a rede catarinense da Atlântida (que segue no ar em Santa Catarina no formato de parceria com a RBS, proprietária da marca e do projeto).

Além de Joinville, a Rádio Globo também é aguardada em Salvador, através da futura Rádio Globo FM 104.3 (migrante AM-FM de Camaçari).

Itapema FM

O projeto Itapema FM permanecerá no ar através da Itapema FM 93.7 de Florianópolis, estação que originou a marca em 17 de novembro de 1983 e chegou a atuar como rede interestadual (com emissoras no Rio Grande do Sul e as duas FMs atuais em Santa Catarina). A marca Itapema FM teve operações em Caxias do Sul e Santa Maria (substituídas pela Rádio Gaúcha em 2014) e em Porto Alegre deixou o mercado no segundo semestre do ano passado (atual 102.3 FM 102.3).

A Itapema FM é um projeto de rádio adulto-contemporâneo alternativo, cuja programação atual é gerada a partir de Florianópolis. Já a Itapema FM de Joinville está no ar desde 2003, sendo até agora o único projeto que passou pela frequência 95.3 FM.

Fonte: Tudo Rádio

Fortalecimento da Representação Sindical do Setor de Radiodifusão

Prezado Radiodifusor,

As empresas de Rádio e TV estão recebendo comunicados de seus sindicatos com o pedido de pagamento da Contribuição Sindical de 2018. Como é de seu conhecimento, a contribuição deixou de ser compulsória com a aprovação da Reforma Trabalhista (Lei nº 13.467/17). No entanto, é fundamental salientar a relevância do financiamento da estrutura sindical patronal.

O ambiente sindical é determinante das condições de negócios que impactam as empresas e exige uma atuação ativa das entidades de representação, com apoio e participação das suas bases. Uma celebração de convenção coletiva, por exemplo, tem que ser bem estruturada e negociada, do contrário pode gerar custos adicionais exorbitantes ou medidas que dificultem a operação das empresas. 

Agora, com o advento da Reforma Trabalhista, vários pontos objetos de negociação terão força de lei. Para melhor avaliação estratégica e da dimensão que a negociação coletiva deverá assumir, eis o elenco de matérias ou objetos – “entre outros” – passíveis de normatização por essa via (novo art. 611-A da CLT):

                     I -     pacto quanto à jornada de trabalho, observados os limites constitucionais; 

                    II -     banco de horas anual;  

                   III -      intervalo intrajornada, respeitado o limite mínimo de trinta minutos para jornadas superiores a seis horas;  

                  IV -      adesão ao Programa Seguro-Emprego (PSE), de que trata Lei no 13.189, de 19 de novembro de 2015

                   V -     plano de cargos, salários e funções compatíveis com a condição pessoal do empregado, bem como identificação dos cargos que se enquadram como funções de confiança; 

                  VI -     regulamento empresarial;

                 VII -     representante dos trabalhadores no local de trabalho; 

                VIII -     teletrabalho, regime de sobreaviso, e trabalho intermitente;  

                  IX -     remuneração por produtividade, incluídas as gorjetas percebidas pelo empregado, e remuneração por desempenho individual;  

                   X -     modalidade de registro de jornada de trabalho;  

                  XI -     troca do dia de feriado; 

                 XII -     enquadramento do grau de insalubridade e prorrogação de jornada em ‘locais insalubres (...) – redação da MP 808/2017;

                XIII -     [revogado pela MP 808]

               XIV -     prêmios de incentivo em bens ou serviços, eventualmente concedidos em programas de incentivo;  

                XV -     participação nos lucros ou resultados da empresa”. 

Para tanto, será necessário maior preparo e atuação dos sindicatos de forma a capturar as oportunidades de melhoria de produtividade e redução de custos, a partir da negociação coletiva.

Para fazer frente a estes desafios, a FENAERT e os sindicatos patronais de Rádio e TV dispõem de enxutas estruturas, de baixo custo, que são compartilhados entre os contribuintes da categoria. O fim da contribuição compulsória representa um risco para nosso sistema de representação, podendo inviabilizar a atuação em prol das empresas do setor e comprometer o alcance de bons resultados nas negociações sindicais.

Diante do exposto, é fundamental que toda a nossa base esteja consciente da importância desse investimento de dimensão reduzida frente aos seus impactos nos negócios, especialmente diante das novas possibilidades abertas pela Reforma Trabalhista. Assim, a FENAERT reforça o apelo dos sindicatos patronais pela manutenção do pagamento da contribuição sindical anual.    

Cordiais Saudações,

Guliver Leão - Presidente da FENAERT

Em alta na audiência, quatro afiliadas da Mix FM comemoram aniversários em janeiro

Janeiro é o mês de aniversário para várias afiliadas da rede liderada pela Mix FM 106.3 de São Paulo. As rádios Mix FM 88.3 de Brasília (DF), Mix FM 93.7 de João Pessoa (PB), Mix FM 93.5 de Aracaju (SE) e Mix FM 97.9 de Maringá (PR) comemoraram mais um ano de atuação em conjunto com a rede que é voltada ao formato jovem/pop. Três dessas afiliadas contaram com medições de audiência em 2017, que apontaram avanços em seus resultados nos mercados onde atuam. 

No dia 6 de janeiro foi o aniversário da Mix FM de Brasília, rádio que alcançou 12 anos de atuação em conjunto com a rede paulista. A afiliada chega à essa marca registando uma trajetória recente positiva, com avanço em suas médias de audiência ao longo de 2017. Isso consolidou a Mix FM entre as dez maiores audiências em FM do Distrito Federal, rádio que tem passado por melhorias técnicas em sua estrutura de sinal.

Com dez anos completados no dia 7 de janeiro, a Mix FM de Maringá também teve recentemente uma trajetória positiva. Na última medição de audiência válida na cidade do norte paranaense a emissora viu a manutenção da terceira colocação geral em períodos importantes da pesquisa realizada pelo Kantar Ibope Media, além da ampliação de seu volume médio de ouvintes por minuto na comparação com as pesquisas de anos anteriores. 

Também houve avanço na trajetória de outra aniversariante da Rede Mix de Rádio. A Mix FM 93.7 também contou com um ano positivo em 2017, com a emissora ampliando a sua média de audiência em João Pessoa, além de alcançar a terceira colocação geral em períodos importantes da pesquisa realizada pelo Kantar Ibope Media na capital paraibana. A afiliada chegou aos 13 anos no último dia 20.

Recentemente o tudoradio.com destacou o aniversário da afiliada da Mix FM em Aracaju, rede que também se aproxima de completar mais um ano em Natal (a Mix FM 103.9 chega aos oito anos no próximo dia 1º de fevereiro).

Fonte: Tudo Rádio. 

Assine nossa Newsletter